Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > ZOOLÓGICO > zoologico > Histórico do Zoológico
Início do conteúdo da página

Histórico do Zoológico

Acessos: 9381

O zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva, teve sua origem em 1967 a partir da necessidade de apresentar aos alunos do Curso de Operações na Selva, elementos da fauna e flora amazônicas importantes na formação dos guerreiros de selva, o que levava os instrutores e monitores da época a colecionarem animais em um depósito a céu aberto, localizado dentro da atual área do Zoológico.

A partir de 1969, foi aberto ao público em geral, já com o seu acervo bastante aumentado, oriundo de doações dos moradores do entorno do CIGS, passando por diversas modificações ao longo dos anos. Atualmente, ainda chamado de “Zoológico do CIGS/1967”, ocupa uma área de 6.000 m², coberta em sua maior parte de vegetação amazônica, o ZOO CIGS, é parte integrante da Divisão de Veterinária, cujas instalações atuais foram inauguradas em 04 de junho de 1999, dentro da atual legislação ambiental. Considerado um dos principais pontos turísticos de Manaus, possui em seu acervo somente animais amazônicos brasileiros, abriga atualmente 407 animais, sendo 56 mamíferos, 74 aves, 124 répteis e 153 peixes, totalizando uma riqueza de mais de 30 espécies e contém várias áreas de visitação, tais como: Recintos Animais, Sala Entomológica, Aquário Amazônico, Memorial Jorge Teixeira, Sala de exposição Exército Brasileiro Presença na Amazônia e a Oca do Conhecimento Ambiental, é administrado pela Divisão de Veterinária do CIGS, setor responsável também pelas propostas educativas do ZOO CIGS, por meio da Educação Socioambiental (OCA), com missão de “manter e conservar espécies da fauna Amazônica, respeitando o seu comportamento social e intergrupal; estímulo a reprodução; contribuir para o desenvolvimento técnico-científico cultural das forças armadas da região, projetando a nível internacional o nome do Exército Brasileiro e da Região Amazônica, bem como a educação ambiental e o lazer à população.

O ZOO CIGS por estar inserido dentro de um fragmento de Floresta Amazônica recebe a visita de animais de vida livre, que por vezes podem ser avistados durante uma visita (preguiças, garças, pica-paus, macacos micos, dentre outros).

O ZOO CIGS prioriza a educação ambiental, pesquisa e conservação, apresentando animais exclusivamente da fauna amazônica. Todos os animais são oriundos de órgãos ambientais, criadouros autorizados zoológicos. O ZOO CIGS é administrado pela Divisão de Veterinária do CIGS dispõe de sete setores: (1) clínica, (2) centro cirúrgico, (1) farmácia, (1) raio x, (1) patologia, (1) nutrição, (2) depósito entre outros, conta ainda com uma equipe especializada de veterinários, bióloga e tratadores.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página